calçada calçadas pedra portuguesa grampo jardineira jardineiras estacionamento irregular carro na calçada coibir estacionamento prefeitura da cidade do rio de janeiro comlurb

BALIZADOR MODELO OLEGÁRIO

FRADE EM FERRO FUNDIDO

   

balizador

rade

CLIQUE NA FIGURA PARA VER O DESENHO TÉCNICO

VEJA O MODELO REMOVÍVEL

   
   
   

 

Pelo Código de Postura Municipal (CPM), a manutenção e o asseio do passeio (*) frontal ao imóvel são mantidos pelo proprietário ou inquilino do imóvel, seja pessoa física ou jurídica.

(*)Passeio - faixa entre a aresta do meio fio e o imóvel. É considerado espaço público.

Cabe ao Município a conservação de passeios de grande movimentação ou onde não existe a figura do imóvel frontal, ex: orlas, praças, canteiros centrais de avenidas e etc.

Mesmo nos casos dos passeios que sofrem alguma eventual intervenção da Prefeitura, findas estas intervenções, a responsabilidade da conservação do passeio volta ao imóvel frontal.

Para isso 3(três) Secretarias Municipais fiscalizam e coordenam ações nesses espaços:

Secretaria Municipal de Obras, Secretaria de Urbanismo e Secretaria de Meio Ambiente através de seu segmento “Fundação Parques e Jardins”(FPJ).

Os casos mais freqüentes de deterioração ou descaracterização de passeios são:

Obras das concessionárias de serviços como CEDAE, Ligth, CEG, de TV, internet, telefone.

Estacionamento irregular de veículos sobre o passeio.

 

Quais são suas defesas:

Fique atento e acompanhe os serviços, dando ênfase principalmente aos acabamentos.

Utilize os dispositivos especificados pela Fundação Parques e Jardins.

Desde 1994, com início das grandes intervenções da Prefeitura em projetos urbanísticos nos bairros do Município (Projeto 24 horas da Rua Olegário Maciel, Projetos Rio Cidade em diversos bairros, Projeto Favela Bairro), as Secretarias do Município iniciaram um processo de padronização e controle do mobiliário urbano público da Cidade.

Desde então foram determinadas dimensões, localizações, distâncias, cotas, limites e modelos a serem utilizados como dispositivos especiais de passeios do tipo: jardineiras, golas e protetores de árvores, bancos, mesas e balizadores de trânsito de pedestres.

Percebendo a premente necessidade de proteção de seus passeios por parte dos respectivos responsáveis, em1996, a FUNDAÇÃO DE PARQUES E JARDINS  padronizou o uso de modelos de balizadores originário do projeto Rio Cidade:

 

Modelo Ciclovia – aspecto cônico em ferro fundido (38 Kg), com uma bola na parte superior, usado nas orlas, corredores culturais e prédios históricos.

Modelo Olegário – aspecto cilíndrico em tubo mecânico (8 Kg), com um pescoço seguido de uma cabeça cilíndrica, usado em 90% dos bairros da Cidade do Rio de Janeiro.

Esses dispositivos permitem, de forma eficaz, o bloqueio de veículos, elimina o transtorno da deterioração superficial, da acessibilidade e proporciona menor custo de manutenção do passeio.

Para se fazer uso dos dispositivos, é necessário um processo de legalização, frente a FUNDAÇÃO DE PARQUES E JARDINS, para que o posicionamento dos balizadores respeitem as leis de mobilidade determinadas pelo Cod. de Postura Municipal. Apesar de ser um processo burocrático, vale o esforço que será devidamente recompensado num futuro próximo.

 

e-mail: virgo@virgo.com.br

Página principal: www.virgo.com.br  ou  www.brav.com.br

Telefones: 21. 3472-4386 / 2262-6642 / 2220-9459 / 2262-6052

Fax: 21.2517-3564

 

 

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR O SEU EMAIL

OU TIRAR A SUA DÚVIDA 

 

Hit Counter

calçada calçadas pedra portuguesa grampo jardineira jardineiras estacionamento irregular carro na calçada coibir estacionamento prefeitura da cidade do rio de janeiro comlurb departamento de parques e jardins olegario olegarios olegarinho fradinho